A Morada da Velhice

abril 12, 2016 1 Por Thereza Christina Pereira Jorge

Hoje em dia, um leque variado de lugares para morar mostra a necessidade de um conhecimento mais aprofundado acerca do assunto. Temos como exemplo de moradia para idosos os albergues, vilas, repúblicas, instituições de longa permanência (ILPIs), condomínios, entre outros.
Neste sentido, o Ciclo Morar – Espaços de Afeto, que acontece no Sesc Santos até junho, tem como escopo a discussão do assunto por meio de atividades com profissionais especializados e do diálogo com os idosos que moram em diferentes tipos de habitação. Encontros, palestras, bate-papos e intervenções artísticas vão abordar as diversas possibilidades de morar na velhice.
Palestras e bate-papos e intervenções artísticas vão abordar as diversas possibilidades de morar na velhice.
Durante o ciclo, uma série de encontros e bate-papos serão transmitidos ao vivo, aqui nesta página. Dia 31/3, Viviane Mosé traz elementos reflexivos sobre a relação entre o lugar e o espaço, sob a ótica da filosofia e da poesia. No dia 27/4, Ana Amélia Camarano sobre a existência de diversas possibilidades de morar nos tempos atuais. Mariela Besse aborda a relação das moradias contemporâneas a partir da visão dos idosos, no dia 18/5. As adaptações, criatividade e necessidades de moradia para a população que envelhece é o tema da última transmissão, com a arquiteta Andréa H. Pfützenreuter no dia 29/6.

TODA A PROGRAMAÇÃO DO CICLO MORAR, VOCÊ ENCONTRA  NESTE LINK.


Enviada por Helen Morais