Indústria retirará sódio dos alimentos

unnamed-36

Meta é retirar total de 28,5 mil toneladas de sódio dos alimentos industrializados até 2020. Foco é reduzir substância de pães, bisnaguinhas e massas instantâneas.
O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (13) que a indústria de alimentos vai fazer mudanças na composição dos produtos a fim de cumprir um acordo para reduzir a quantidade de sódio. A meta é retirar um total de 28,5 mil toneladas da substância dos alimentos industrializados até 2020. Nesta fase, o foco é reduzir sódio de pães, bisnaguinhas e massas instantâneas.
Segundo o ministério, a medida reafirma um acordo de cooperação assinado junto à Associação Brasileira das Indústrias de Alimento(Abia) cujo prazo de vigência terminou em 2016. Agora, a pasta “renova” o acordo para os próximos cinco anos, com a possibilidade de incluir novos alimentos.
De acordo com o presidente da Abia, Edmundo Klotz, na primeira etapa do acordo, entre 2007 e 2011, foi retirado o excesso de sódio dos alimentos. Na segunda, houve a substituição do sal tradicional por tipos de sal reduzidos em sódio, “algumas empresas usaram temperos naturais”.
Nesta nova etapa, a proposta é modificar fórmulas. “Demanda procedimentos mais complicados, como degustação e aceitabilidade”, explicou Klotz. Por isso, segundo o ministro Barros, a redução do sódio deve ocorrer de forma lenta e gradual.
O Ministério da Saúde afirma que a quantidade de sódio no pão, por exemplo, deve cair pela metade até 2020.
”Significa que, em 2011, quatro fatias de pão por dia representavam 40% da quantidade de sódio diária (796 mg). Após o acordo, esse índice, em 2016, passou a ser 22% (450 mg). Em 2020, com o novo acordo, a expectativa é chegar a 20% (400 mg).”
Para as bisnaguinhas, o teor deve passar de 388 mg/100g para 350 mg/100g. Nas massas instantâneas a meta é alcançar teor máximo de sódio de 1840 mg/100g.
Em junho de 2016, o ministério informou que 14.893 toneladas de sódio foram retiradas de alimentos brasileiros desde 2011, em produtos como margarinas, cereais matinais, caldos e temperos.

Vilão?

O sódio é essencial ao bom funcionamento do organismo. Tanto o excesso quanto a falta podem prejudicar o corpo.
O sódio é um mineral que tem a função de equilibrar os líquidos corporais e ainda age na contração muscular, no fornecimento de energia ao organismo e até no ritmo cardíaco.
Quando consumido em excesso, no entanto, o sódio pode causar o aumento da pressão arterial, provocando hipertensão, doenças renais e ainda pode levar ao acidente vascular cerebral (AVC).

Veja as metas
Pães de forma
Meta 2017: alcançar teor máximo de sódio de 450 mg/100g
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 420 mg/100g
Meta 2020: alcançar teor máximo de sódio de 400 mg/100g
Bisnaguinhas
Meta 2017: alcançar teor máximo de sódio 388 mg/100g
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 350 mg/100g
Massas instantâneas
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 1840 mg/100g
Resultados

A pasta também divulgou o balanço de acordos anteriores. De acordo com o ministério, foram retiraas pelo menos 17 mil toneladas de sódio em 30 tipos de produtos alimentícios entre 2011 e 2017.
Fonte: G1

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo