Make minimal quando o foco é um só


A maquiagem realça cada rosto, sem modificá-lo, e os cabelos têm a textura natural valorizada. No entanto, essa naturalidade não significa a aposentadoria de pincéis, secadores e cosméticos. Num diálogo constante com ruas e redes sociais, os bastidores dos desfiles mantêm o posto de laboratório criativo, produzindo novas opções de estilo.
A principal orientação dos experts para usufruir de tamanha liberdade é clara: sobre uma pele naturalmente iluminada, escolha só um ponto do rosto para ser explorado, ora lábios, ora olhos.
Quando a escolha são os olhos, o delineador segue o estilo “arty liner”, com intervenções gráficas inusitadas. “O desenho pode ser quadrado, meio borrado, sem acabamento perfeito, com algo diferente do clássico gatinho”, diz Marcos Costa, maquiador da Natura.
O glitter ensaia um retorno e se adapta à vida real. Aparece como elemento surpresa, aplicado sobre uma sombra ou iluminando o canto interno dos olhos. “O ideal é optar por produtos com partículas de brilho menores que o glitter usado antigamente, que pode dar um ar carnavalesco”, diz Gomes.
Simples e modernas, as pálpebras monocromáticas, que já circulavam na outra temporada, ficam. ”É como se a pessoa tivesse borrado o dedo de tinta e esfregado os olhos”, diz Lau Neves.
Entre as cores estão azul, verde, lilás e destaque para o roxo. “Essa cor é uma mistura de frio e quente, por isso combina com todo tipo de mulher”, diz Costa.
Outra proposta é combinar sombras coloridas de textura metalizada e preta.
ROCK’N’ROLL LIGHT
Sai a sombra preta e entra a marrom, em diferentes tons, para construir olhos felinos menos agressivos
Em terras tropicais, os tons mais naturais como ocre e marrom “podem substituir o preto nos olhos esfumados”, diz o cabeleireiro e maquiador Robert Estevão.
Nos lábios, batons vibrantes, opacos ou brilhantes, em tons de vermelho, vinho e ameixa marcam presença.
“As texturas mais cremosas e até ‘glossy’ ensaiam um retorno”, diz Fabiana Gomes.
O cabelo ganha autonomia para desfilar sua textura de berço. “Mantendo a naturalidade dos fios como base, uma ou outra mecha pode ser trabalhada com frisador para criar textura”, diz o cabeleireiro e maquiador Celso Kamura. Os crespos, que antes insistia-se em alisar, agora são presença obrigatória nos castings. Os afros também estão em alta.
NUVEM DE FUMAÇA
O esfumado aqui é conseguido com apenas uma cor (‘purple’, da Make up Forever); no mais, apenas um toque de máscara e sobrancelhas corrigidas.
Compacto UOL

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo