… é reconhecer que a hóspede agora sou eu

Quando comecei a perceber o meu envelhecimento, foi como se tivesse que conviver com uma “hóspede” muito enjoada. (Contei a sensação aqui, dia 26/9,   “Agora tenho uma hóspede.”) Os médicos explicam que, diante de uma enfermidade grave, a primeira reação é a negação. Não aceita o diagnóstico do médico. “Isso não está acontecendo comigo.”  No momento em que o envelhecimento se instala, não traz mudanças significativas. Hoje, sou senhora dele.  Uma palavra resume o que sinto. Impermanência ou finitude. Ou como expressou Karl Marx. “Tudo o que é sólido desmancha no ar”. Saúde, seguran…