O alto custo do crédito fácil

 

Como parte das ações pelo dia do aposentado, comemorado ontem,  (24), o Instituto Defesa Coletiva lançou, em Belo Horizonte,   a cartilha “Crédito Consciente aos Idosos”. O material reúne informações sobre a importância do uso consciente do crédito, como buscar proteção em caso de problemas com os bancos, as armadilhas do “crédito fácil”, o perigo do crédito consignado e o que fazer após estar superendividado.

A presidente do IDC, Lillian Salgado, falou da facilidade em se obter o crédito fácil. Bancos, instituições financeiras, vendedoras, telefonemas, cartas, e-mails, mensagens de celular o tempo todo oferecem empréstimos consignados.
Veja algumas recomendações aos idosos.

Para fugir das armadilhas do crédito consignado:


Atenção ao utilizar caixas eletrônicos
Antes de contratar um empréstimo
Avaliar se é realmente necessário
Nunca adquirir créditos com pessoas estranhas na rua ou por telefone
Jamais emprestar seu nome para outra pessoa fazer empréstimo
Nunca entregar cartão de crédito e senha para outras pessoas.

O que fazer após estar superendividado:

Reconhecer o superendividamento
Organize todas receitas, despesas e dívidas
Pense em como obter mais dinheiro
Analise as dívidas e mude o estilo de vida.

A cartilha também apresenta referências de instituições presentes nas capitais brasileiras que auxiliam aos idosos, como a Promotoria dos Idosos; Conselhos Municipal, Estadual e Nacional do Idoso; entre outros.  Segundo o IDC, todo material foi produzido de forma lúdica, com ilustrações e linguagem acessível para facilitar a compreensão dos idosos e das pessoas com baixo grau de instrução.

Cartilha Crédito Consciente para Idosos. Maiores informações  (31) 3024-6091 ou [email protected]

Com Informações do jornal Estado de Minas DIGITAL

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo