Nossas orelhas também envelhecem. Os lóbulos (a pontinha da orelha) ficam caídos. Quase como os pets da raça Basset Hound…

Isso acontece principalmente com quem usou e abusou dos brincos grandes e pesados. Como eu. Ou quem usa ainda fique sabendo que você está ajudando a lei da gravidade a atrair suas belas orelhas. Há até gente que faz plástica para as ditas cujas ficarem na posição das orelhas jovencitas.

Qual é a dica? Agora só uso brincos que ficam parados. Como as bolinhas coloridas ou as joias de pérolas. Ficam classudas. Tem um outro recurso. Você como eu deve ter feito vários furos para usar vários brinquinhos de lua e estrela ao mesmo tempo. Alguns desses furos foram ficando inutilizados com o passar da moda.

Eureca! Eles não fecharam totalmente. Com cuidado e um metal nobre como a prata você pode recuperá-los assim: limpe bem o local com água, sabão e álcool. Depois passe um hidratante na pontinha do brinco. Vá introduzindo de vagar na pele. Pronto: o furo está 100%.

Eu ainda uso alguns modelos com pequenos pingentes. Acho que dão um plus aos meus cachos. E coleciono bolinhas coloridas que contrastem com a tonalidade do meu cabelo, um castanho dourado com algumas luzes. Assim fico impecável como “A Moça com Brinco de Pérola, do pintor holandês Johannes Vermee, que a Scarlett Johansson interpretou no cinema.

 

 
 
Thereza Christina Jorge
 

Comentar ()

() Comentários

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por e-mail.


Sobre mim

Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. Este blog é muito biográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver.