Ótima notícia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que, entre 2013 e 2014, a participação da terceira idade entre os empregados no País cresceu de 7,5% para 8,2%.  

Compilados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), os números mostram que a população paranaense acima de 60 anos teve um aumento no rendimento médio real habitual. 

Nessa faixa etária, conforme divulgado pela Agência Estadual de Notícias, a renda mensal passou de R$ 2.277 no terceiro trimestre de 2014 para R$ 2.542 no mesmo período de 2015, representando a maior expansão de renda (entre idosos) do Sul do País. 
“Todas as vezes que procurei trabalho, uma das primeiras perguntas da entrevista era se eu tinha conhecimento em informática”, conta a londrinense Aparecida Antuniasi, de 61 anos. 

Após perder o emprego como atendente de loja, ela resolveu investir em um curso antes de buscar uma nova vaga. Nas aulas, se empenha em aprender a trabalhar com os sistemas operacionais, além da internet e redes sociais. 

“Isso vai me ajudar a executar tarefas com mais facilidade e abrir melhores oportunidades de emprego”, projeta a aluna do curso Melhor Idade Online, no Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac) em Londrina. 
Compacto da Folha Empregos & Concursos Online

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo