Poder Sênior decide futuro da Inglaterra na UE



O primeiro-ministro britânico, David Cameron, fez um apelo direto aos idosos do país que pensam em votar pela saída do Reino Unido da União Europeia, pedindo que eles considerem as esperanças e sonhos de seus filhos e netos na hora de votar.
Dois dias antes da votação que decide a questão do “Brexit”, Cameron passou uma mensagem ao grupo mais eurocético da população. O dirigente afirmou que a saída do bloco traria riscos à segurança econômica do país – e que isso seria sentido pelas gerações mais novas.
“Eles não poderão desfazer a decisão que tomarmos”, disse. “Se nós votarmos pela saída, ela será irreversível.”
Os apelos pareceram dirigidos a muitos daqueles que cresceram com a confiança de que o Reino Unido era um grande império – aquele que se colocou diretamente no caminho das ambições da Alemanha nazista durante a Segunda Guerra. Esse eleitorado, em grande parte conservador, é também a menos entusiasmada com o projeto europeu.
A mensagem de Cameron tentava assegurá-los de que o Reino Unido ainda era um grande país, mesmo sendo apenas um dos 28 da União Europeia.
“Britânicos não desistem”, ele disse. “Nós nos envolvemos, nós lideramos. Nós fazemos a diferença.” Fonte: Dow Jones Newswires.
Compacto Estadão

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo