Sinful Colors: cores ousadas e uma “vitamina”

 

unnamed-19

 

A marca americana de esmaltes Sinful Colors traz seis novas cores incríveis para quem gosta de ousar! Azul marinho, castanho acinzentado, dourado ou em tons de frutas vermelhas variadas – o que importa é combinar com o seu mood!

Outra novidade é a base Nail Hardener, que cria uma barreira protetora, fortalecendo a unha. Com isso, o portfólio da marca no Brasil passa a contar com 25 produtos – 23 cores de acabamentos variados, como cremoso, com glitter, mate, brilhante e perolado, e 2 itens de Nail Care.

Todos os produtos da linha possuem o famoso frasco de Sinful Colors e uma fórmula livre de formaldeído, tolueno e outras substâncias irritantes, garantindo uma ótima cobertura de cor e brilho, além de longa duração. E, graças ao seu pincel italiano, os esmaltes também proporcionam um acabamento de qualidade profissional.

Cores: Poisonberry, You Goji, Berry Charm, Gold Medal, Taupe Is Dope e Navy I Do (LANÇAMENTOS); Black on Black, Snow Me White, Gold Medal, Nirvana, Vacation Time, Endless Blue, Rainstrom, Rise & Shine, Sugar Sugar, Ruby Ruby, Gogo Girl, Energetic Red, Hazard, Folly, Bom Bom, Starfish, Mauvelous e Let´s Talk.

Nail Care: Nail Hardener (LANÇAMENTO); Top Shine

Sinful Colors – preço sugerido ao consumidor – R$ 9,90 (15 ml)

Divulgacão

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo