The Voice + 60: resposta ao Tempo

The Voice + 60: resposta ao Tempo

abril 6, 2021 0 Por Thereza Christina Pereira Jorge

O músico carioca Zé Alexanddre , 63 anos, foi o grande vencedor da primeira temporada do “The Voice +”, reality show musical dedicado aos talentos da terceira idade. No programa, ele impressionou os jurados ao interpretar “Pétala”, de Djavan, e “Somebody to Love”, do Queen.

Ele chegou a cantar com Osvaldo Montenegro nos anos 70, foi inscrito no programa por um amigo e disse, em entrevistas, que a participação no reality da TV Globo mudou sua vida. Ele fez parte do time da cantora Claudia Leitte.

A jornalista Zelia Prado acompanhou todo “reality show” e, desde o começo, seu coração  foi especialmente tocado pela candidata Miracy de Barros, de 83 anos.

“No domingo de Páscoa, segundo ano de isolamento e pandemia, o The Voice + 60  fez a sua finalíssima, difícil e emocionante.
Vozes lindas de mais de 60 anos, potências e imensas delicadezas. Não há explicação para tudo isso. Não é porque têm idade e talento, é pela força que cada um traz dentro de si, pela sensibilidade e pela coragem.
Também não sei porque,  de repente me sinto tão orgulhosa de vê-los, porque não os conheço e nem sou de torcidas, não tenho laços de qualquer tipo  com o programa. Mas cheguei até aqui e sou grupo de risco, atravesso uma pandemia com muita apreensão mas com fé e esperança, tenho uma linda família para estar bem perto  e gosto muito da vida.
 Uma finalíssima de idosos, que é claro, têm problemas de idade, como todos já têm ou um dia terão. Já viveram perdas, fracassos e alegrias. Mas têm suas vozes tão especiais!
Essas vozes são poderosas porque ainda sonham, porque não desistiram e porque são de quem pensa que a idade é mesmo uma criação do tempo. Ouvi emocionada um repertório de amor como Fascinação,  Over the rainbow, Resposta ao Tempo e muitas outras.
Para finalizar, lembro da dona Miracy, 82 anos, cantando com todo o coração os versos de Aldir Blanc na música de Cristóvão Bastos, Resposta ao Tempo:
“No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer”.’
Zelia Prado