Uma Premiê chamada Theresa

julho 13, 2016 0 Por Thereza Christina Pereira Jorge

Theresa May, 59 anos, conservadora, casada, que era a ministra do Interior, se tornará, nesta quarta-feira, a primeira mulher a assumir o cargo de primeira-ministro do Reino Unido em 25 anos – ou seja, desde o fim da era Margaret Thatcher.
Ela substitui David Cameron, que comunicou sua renúncia logo após o resultado do plesbicito que definiu a saída do país da União Europeia.
May disse no decorrer desta semana que estava “honrada” com sua escolha para o posto e prometeu construir um país melhor e fazer do Brexit (saída da UE) um “sucesso”.
Nesta quarta-feira May compareceu à sessão final do atual primeiro-ministro, David Cameron, no Parlamento britânico. Mais tarde ela deve assumir o cargo como nova premiê depois de uma audiência com a rainha Elizabeth 2ª.
Antes de se reunir com as principais autoridades do país, May deve fazer um rápido pronunciamento ao público e, em seguida, começar a formar seu gabinete.
Muitos acreditam que ela terá várias mulheres em seu gabinete.
Vida e trajetória política
Assim como Thatcher, Theresa May vem de uma família de classe média-baixa.
Filha de um vigário, nasceu em Sussex (sul da Inglaterra) e foi criada em Oxfordshire, no sudeste do país. Suas duas avós trabalharam como domésticas.
Após frequentar escolas públicas, estudou Geografia na universidade, onde conheceu seu marido Philip, com quem é casada até hoje. Os dois não têm filhos.
Antes de iniciar sua vida política, trabalhou no Banco da Inglaterra. (BBC)

Brasil
Theresa May, a nova premiê que acaba de ser confirmada por David Cameron, defendeu, em 2013, quando já era ministra do Interior, que se passasse a exigir visto dos brasileiros para se entrar no Reino Unido.Na época, segundo Theresa disse em entrevista ao “Financial Times”, o Brasil era o único da lista dos dez países com mais imigrantes ilegais no Reino Unido que não tinha a exigência de visto. 
Lauro Jardim, O Globo