Você pode escapar da catarata

Envelhecer é inevitável, mas a catarata, doença que torna o cristalino do olho opaco e é apontada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como a maior causa de cegueira reversível no mundo, pode ser adiada. O problema é que uma recente pesquisa online realizada com 814 participantes pelo oftalmologista Leôncio Queiroz Neto do Instituto Penido Burnier, mostra que o estilo de vida do brasileiro facilita o crescimento da doença. Só para se ter uma ideia, além de aparecer cada vez mais cedo por falta de prevenção, surgem 120 mil novos casos ao ano no país. “É verdade que o envelhecimento da população impulsiona a doença no Brasil, mas este não é o único fator”, comenta.
O oftalmologista conta que 68% dos participantes afirmaram viver sob estresse. Isso eleva a produção de radicais livres e a oxidação das células do cristalino, acelerando sua opacificação. Na mulher, observa, este processo é intensificado pela dupla jornada de trabalho e oscilação dos hormônios sexuais que fazem o organismo produzir uma quantidade maior dos hormônios cortisol e adrenalina que oxidam as células. Por isso, ressalta, a chance da população feminina ter catarata é maior e explica o diagnóstico da doença em 31,9% das mulheres contra 24,6% dos homens, conforme levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
Falta cultura alimentar
O especialista diz que outro fator de risco é a falta de cultura alimentar. Para se ter uma ideia, só 10% dos participantes afirmaram que as folhas verde escuro que contém luteína protegem os olhos da catarata. O oftalmologista ressalta que este é o principal grupo de alimentos para preservar a transparência do cristalino. Isso porque, a luteína é capaz filtrar a luz azul que danifica suas células. O especialista destaca que nenhum alimento ou suplementação evita a catarata, mas podem proteger os olhos dos radicais livres. Os principais elementos indicados pelos estudos internacionais são:
Vitamina A/ Betacaroteno
Ovos, laticínios, cenoura, pimentão vermelho, manga e folhas de verde intenso
Vitamina E
Amêndoas, semente de girassol
Vitamina C
Frutas cítricas, mamão, tomate, brócolis
Zinco
Mariscos, ostras, feijão, lentilha, nozes
Luteína
Gema de ovo, folhas verdes, ervilha
Zeaxantina
Milho, pimentão amarelo, laranja, abóbora.
Proteção solar
Queiroz Neto adverte que a falta de proteção solar aumenta em 60% o risco de contrair catarata e só 45% dos participantes da pesquisa usam lentes com filtro solar durante o ano todo. A radiação ultravioleta emitida pelo sol só é segura para os olhos quando esta abaixo de 6. No Brasil este índice é ultrapassado inclusive no inverno Em saúde a prevenção ainda é o melhor remédio conclui.
(Redação – Agência IN)

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo