40 Sucos para atletas da Olimpíada bons para nós

Usain Bolt devorou mil nuggets de frango em Pequim 2008. Michael Phelps se empanturrou com macarrão, pizza e pão com ovo em Londres 2012. Pois isso é passado. Os Jogos Rio 2016 apostam em uma opção bem mais saudável para alimentar os atletas: frutas. Uma enorme variedade delas, a maior que já se viu na história Olímpica, estará à disposição dos competidores na Vila Olímpica e Paralímpica. 

O restaurante da Vila dos Atletas – o maior refeitório temporário do mundo – terá 40 tipos de frutas, algumas delas desconhecidas até mesmo de alguns brasileiros. “Queremos oferecer um cardápio rico e variado”, diz Flávia Albuquerque, coordenadora da área de alimentos e bebidas da Vila. “Que outro país poderia oferecer tantas frutas?”.
O suco de acerola é muito popular no Rio de Janeiro. Eventualmente é misturado ao mundialmente conhecido suco de laranja para formar uma deliciosa bomba de vitamina C. A acerola tem mais de 100 vezes a quantidade de vitamina C da laranja, com poderosas propriedades anti-cancerígenas. Cupuaçu (Foto: Wikimedia Commons) A fruta, de origem Amazônica, é muito rica em proteína, cálcio, fósforo e vitaminas A, B1, B2 e C. Com suas propriedades, ajuda a proteger o organismo de doenças degenerativas, de diabetes, hipertensão e câncer.
Além de vitaminas das famílias A, B e C e de ácido fólico, a carambola é rica em minerais, como cálcio, magnésio, potássio, zinco, cobre, fósforo e ferro. Tem potencial antioxidantes, que ajuda a retardar o envelhecimento, e sua alta carga de potássio ajuda no funcionamento do sistema circulatório. Pessoas com insuficiência renal são aconselhadas a não comer esta fruta.
A siriguela, da família do caju, é muito comum no nordeste do Brasil. Tem elementos antioxidantes e é rica em fibras, carboidratos e nutrientes como cálcio, fósforo, potássio e vitaminas B1 e C.
Um detox natural, a jabuticaba tem potencial anti-inflamatório e é muito indicada para quem sofre de asma. Rica em antioxidantes e anticancerígenos, ajuda a retardar a aparência de envelhecimento. Graviola  Com aparência semelhante à do abacate, pode ser usada na culinária, para fazer molhos. Traz benefícios ao sistema imunológico, ajuda a regular o intestino, aumenta a energia e previne doenças cardíacas e a osteoporose.
Típica das regiões dos trópicos, a atemoia é rica em nutrientes como cálcio, ferro, potássio e vitaminas B1, B2 e C. Fonte de carboidratos, é uma boa opção para recuperar a energia dos atletas, além de ajudar no sistema digestivo. Açaí (Foto: Wikimedia Commons) O açaí é muito popular no Rio, mas vem da região amazônica. Sua versão batida, normalmente adoçada e congelada, pode ser encontrada em qualquer esquina de Copacabana e Ipanema. Poderosa fonte de energia, o açaí é também utilizado em drinks e sucos.
Divulgação

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Um comentário em “40 Sucos para atletas da Olimpíada bons para nós

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo