A Juíza que perdeu o juízo

E fez muito bem. Olha que história:

A juíza Sandra Day O’Connor, que completou 86 anos no sábado (25), tem muitas realizações de que se orgulhar, entre as quais sua passagem pelo Senado estadual do Arizona e sua posição como primeira mulher indicada para a Suprema Corte federal norte-americana, posto que ela ocupou por um quarto de século.
Agora, ela pode acrescentar à lista uma realização digna da era digital: produtora de games.
O’Connor está por trás de um jogo de educação cívica via animação chamado “Win The White House”, cuja mais recente edição acaba de ser lançada. O jogo já foi jogado por mais de 250 mil estudantes, até este mês, e vem ganhando espaço nas escolas de ensino fundamental dos Estados Unidos.
No jogo –que acompanha o ciclo da atual campanha presidencial–, os estudantes assumem o papel de candidatos imaginários à presidência que precisam aprender a competir contra seus adversários sem perder a civilidade, ainda que estes tenham posições antagônicas com relação a questões como a imigração e o controle de armas.
Parece inesperado que O’Connor tenha se tornado uma entusiasta dos jogos interativos. Até alguns anos atrás, ela nem mesmo tinha visto, quanto mais jogado, um videogame.
“Eu era um daqueles adultos que não se educam”, brincou O’Connor . Falando sobre o objetivo didático de “To Win the White House”, ela explicou que “precisamos ter um sistema que permita que os jovens abordem a solução de problemas observando-os de muitos pontos de vista diferentes”.
Compacto UOL

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo