No dia 16 de maio, quinta-feira, acontece o III Simpósio USP Rumo ao Envelhecimento Ativo das 8h às 17h, no auditório István Jancsó da biblioteca brasiliana Guita e José Mindlin na USP, em São Paulo. O evento é promovido anualmente pelo Programa de Envelhecimento Ativo da USP, criado em 2015, que conta atualmente com 1 mil funcionários distribuídos em 12 unidades do campus.

Destinado a profissionais da saúde, estudantes e pesquisadores interessados na área da longevidade, o evento tem por objetivo discutir temas considerados fundamentais para o entendimento do envelhecimento ativo. Especialistas renomados nos quatro pilares do envelhecimento ativo explanarão sobre importantes temas, tais como: Envelhecimento e Cuidados’, ‘Envelhecimento e Informática’, ‘Envelhecimento e Preconceito’ e ‘Envelhecimento e Saúde Mental’. Neste último, o público contará com a participação do presidente Fernando Henrique Cardoso e o José Gregori, jurista e ex-ministro da Justiça.

As palestras foram desenvolvidas tendo como base o conceito dos quatro pilares – saúde, segurança, participação e aprendizado continuado – desenvolvidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2002, quando lançou o alerta ‘Envelhecer bem deve ser prioridade global’ ao constatar que a população de 60 anos será maior do que os menores de cinco anos em 2021.

O número de idosos cresceu 18% em cinco anos, superando a marca dos 30,2 milhões em 2017, segundo pesquisa nacional realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. As mulheres são maioria expressiva nesse grupo, com 16,9 milhões (56%), enquanto os homens idosos são 13,3 milhões (44%). Outro estudo, realizado pelo Sistema Estadual de Análise de Dados – Seade, aponta que a população idosa do Estado de São Paulo representa 14,8% dos 44 milhões de habitantes.

Exame

Comentar ()

() Comentários


Sobre mim

Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. Este blog é muito biográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver.