Assinatura Biológica

Um grupo de cientistas britânicos do King’s College de Londres desenvolveu um exame de sangue que pode identificar a idade biológica de uma pessoa e revelar se seu corpo está a envelhecer bem ou mal. É o que sugere um estudo publicado no jornal científico Genome Biology.
Como reporta a revista Veja, o novo teste procura uma ‘marca de idade’ nas células do corpo ao comparar o comportamento de 150 genes. De acordo com os autores, identificar a idade biológica do corpo pode ajudar a calcular os riscos que uma pessoa tem de desenvolver doenças como o Alzheimer e até mesmo prever quando irá morrer.
“Há uma marca de idade comum a todos os nossos tecidos, e isso parece ser um prognóstico para diversas coisas, incluindo longevidade e declínio cognitivo. Aparentemente, a partir dos 40 anos, esta marca pode ser usada como indicador do envelhecimento”, disse Jamie Timmons, investigador do King’s College London e um dos autores do estudo.
Os vários testes que fizeram sugerem que a idade biológica difere consideravelmente da idade cronológica mas isso pode não indicar menos saúde. A equipa acredita que este novo exame pode ser uma ferramenta útil no que toca à previsão do início da demência e também para as seguradores fazerem os cálculos para a concessão de benefícios.
Ela é de Morte
É talvez a informação menos buscada pelas pessoas – mas a que mais levante curiosidade. Afinal, quando vamos morrer? A imprevisibilidade do fim da vida é o que mais dá beleza à nossa existência (por todo aquele papo de que cada momento pode ser o último). Mas isso pode estar com os dias contados…
Um grupo de cientistas britânicos criou um exame de sangue capaz de determinar a real idade biológica do paciente, o risco de demência e quando o sujeito irá morrer.
Os pesquisadores do King’s College de Londres afirmam que a análise de como o seu corpo está envelhecendo é muito mais significativa do que a tradicional contagem de anos que fazemos atualmente. A nova proposta é estudar o comportamento de 150 genes do corpo humano. De acordo com os ingleses, algumas pessoas envelhecem mais rapidamente do que outras.
Em entrevista à BBC inglesa, os cientistas afirmaram: “Descobrir essa assinatura biológica significa que somos capazes de olhar para os indivíduos e projetar o futuro de sua saúde”.

O exame também consegue determinar a velocidade do envelhecimento. Um grupo de homens de 70 anos foi testado na Suécia – e os pesquisadores conseguiram determinar quem iria morrer nos próximos anos. Infelizmente, ainda não se sabe como retardar esse envelhecimento.

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo