Fundado em maio de 2001, O Centro Dia  do Idoso de Rio Branco (Acre) , faz parte do Serviço de Proteção Social Especial da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds). Durante o mês de janeiro, o centro ficou fechado para recesso. Em fevereiro, as portas se abriram novamente, para a alegria de quem frequenta o lugar, como a aposentada Jorgina de Oliveira, 82, que frequenta o local há 13 anos. 

“Antes, eu vivia sozinha em casa, isolada. Agora, meu maior prazer é quando eu chego aqui. No dia que eu não venho, eu fico triste”, relata.

O Centro do Idoso de Rio Branco  funciona em meio-expediente, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30. Fica na Rua Omar Sabino, número 673, Estação Experimental – Rio Branco – Acre.
 
Atualmente, o Centro atende cerca de 70 idosos busca restabelecer ou fortalecer os vínculos da pessoa idosa com a família e a sociedade. O objetivo é alcançado por meio de atividades como psicoterapia, terapia ocupacional, recreação, caminhada, ginástica, fisioterapia, hidroginástica, oficina de artesanatos e reuniões familiares periódicas, 
Segundo a coordenadora do centro, Ana Paula Brant, o objetivo principal do trabalho realizado pela equipe é fazer com que a população idosa supere as limitações do cotidiano e atinja um maior grau de independência.
 
“O Centro Dia foi pensado como um espaço de lazer, socialização, saúde e bem-estar para os idosos. Além disso, a família também encontra, aqui, as orientações técnicas necessárias para a vivência e o trato com esse público. O processo de envelhecimento não precisa mais ser sinônimo de incapacidade e depressão”, explica.
 
Casamento

 

 

 

 

 

 

 

Após passar por uma separação matrimonial  e quase entrar em depressão, a aposentada Francisca Bezerra, de 79 anos, encontrou, no Centro Dia, a saída para suas angústias e um companheiro, que trouxe de volta o amor para o seu coração.

 Juntos há um ano e três meses, o casal já planeja a data da cerimônia de casamento, que será realizado entre os amigos do Centro Dia. “A gente se completa. Ele é um companheiro maravilhoso. Esse lugar mudou a minha vida em todos os sentidos”, conta Francisca.

 Para cada história compartilhada no local, a certeza de que os objetivos do Centro Dia para Idosos vêm sendo alcançados: promoção da autonomia, participação social e melhoria da saúde da pessoa idosa, contribuição para o retardamento das degenerescências naturais do envelhecimento e prevenção de internação ou abandono do idoso.

 Conteúdo do site www.agencia.ac.gov.br/

Comentar ()

() Comentários


Sobre mim

Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. Este blog é muito biográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver.