Brasil Idoso

abril 29, 2016 0 Por Thereza Christina Pereira Jorge






“Como Eu Quero Envelhecer” : adolescentes brasileiros respondem

Adolescentes das cinco regiões do País, de instituições públicas e privadas, participaram do Concurso Nacional de Redação “Como Eu Quero Envelhecer”, uma iniciativa inédita concebida pelo Departamento de Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), com o objetivo de levar à esfera da educação do jovem brasileiro o diálogo sobre o envelhecimento, ainda durante o processo de formação deste indivíduo.

O concurso recebeu um grande número de redações, com um total de 448 textos inscritos, sendo 231 da região Sudeste; 63 do Centro-Oeste; 80 do Sul; 40 do Norte e 30 do Nordeste. A maior parte dos estudantes cursam o 2º ano do ensino médio, com 212 participantes; seguidos de 145 do 3º ano e 89 do 1º ano.

O resultado surpreendeu os membros da comissão organizadora do Concurso, que é formada por médicos geriatras e especialistas em gerontologia. Para a presidente do Departamento de Gerontologia da SBGG e idealizadora do Projeto, Maria Angélica Sanchez, a adesão alcançada, nesta que é a primeira edição do Concurso, reflete a importância de trazer o tema à discussão junto aos adolescentes e, sobretudo, conhecer a visão desta geração sobre velhice e, também, esclarecer possíveis mitos e estigmas que possam existir sobre o “ser idoso”.

O vencedor terá a sua redação lida na abertura do congresso de profissionais especialistas e interessados no tema envelhecimento e saúde da pessoa idosa, o 20º Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, a ser realizado na capital cearense, no período de 8 a 11 de junho de 2016, sob a organização da SBGG.
O primeiro lugar do concurso ganhará uma viagem de ida e volta, com um acompanhante, à Fortaleza, Ceará.


Santa Catarina, Criciúma: Idosos sustentam familiares

Com o objetivo de identificar o perfil socioeconômico dos idosos que residem no município, a diretoria do Conselho Municipal do Idoso de Criciúma (CMIC), realizou entre os dias 7 e 31 de março de 2016, uma pesquisa através do Instituto de pesquisa Catarinense (IPC).
A equipe do IPC,entregou em reunião nesta quarta-feira (27), o resultado da pesquisa, que mostrou em um dos itens, que o idoso, em sua maioria, é responsável pela manutenção das despesas da casa.
Segundo a Andréia Bertoncini, que esteve à frente da reunião, a partir de agora o grupo tem como identificar as dificuldades que os idosos encontram. “Podemos, a partir deste documento, nortear ações, bem como exigir que as leis sejam cumpridas para que nossos idosos tenham qualidade de vida. Vamos apresentar essa pesquisa para o prefeito e queremos que chegue à sociedade para que continuemos firme na busca de uma vida melhor para as pessoas de mais idade “, relata.
Foram entrevistadas 625 pessoas, sendo parte com o próprio idoso, ou com pessoa responsável por ele. Segundo dados do IBGE (2010) e TRE/SC (2016), o município de Criciúma possui aproximadamente 24 mil pessoas com idade superior a 60 anos.
De acordo com Renato Casagrande Rampinelli, que é sócio proprietário do IPC, assim como o conselho do idoso, sua equipe busca adquirir as melhores informações para que boas ações sejam realizadas em prol dos idosos. “Os profissionais saíram de porta em porta para saber como anda a vida dos idosos de Criciúma. Ficou bem claro que em sua maioria essas pessoas cuidam de si mesmas. Não medimos esforços para realizar essa pesquisa já que os idosos merecem toda atenção necessária “, destaca. Internet
São Paulo, Caraguatatuba: 2 mil idosos participam dos Jogos Regionais





Começou nesta quinta-feira (28/04), em Caraguatatuba, a 20º edição dos Jogos Regionais dos Idosos (JORI). O evento, que  visa envolver a população idosa em atividades esportivas, reúne atletas da Terceira Idade de Cruzeiro e região e acontece até domingo (01/05). Ao todo serão 14 modalidades disputadas – bocha, dança de salão, truco, buraco, tênis, dominó, damas, coreografia,  malha, natação, vôlei adaptado, tênis de mesa, xadrez e atletismo.
O JORI tem por objetivo promover a integração do idoso na sociedade por meio do esporte, conquistar o respeito das demais gerações, sensibilizar a sociedade para novas formas de participação dos idosos, além de valorizar e estimular a prática de atividade física, como fator de promoção da saúde e bem-estar das pessoas da melhor idade. Internet


Santa Catarina, Florianópolis,: garagem da professora aposentada é a sala de aula

Uma professora aposentada de Florianópolis resolveu usar o dom de ensinar para ajudar uma turma de idosos que não teve a oportunidade de estudar quando jovens. Nas aulas de Zenita Chamone, os alunos aprender a ler, escrever, fazer contas de matemática e, com isso, aumentam a autoestima e fazem amizades, como mostrou o Jornal do Almoço desta quinta-feira (28).
Juntos, Olívia, Atacília, Maurino e a a caçula da turma, Vanilda, somam mais de 300 anos de experiência. Uma vez por semana, eles se encontram para bater papo, rir e aprender juntos.
O ponto de encontro é na casa de Zenita, no bairro de Coqueiros. Depois de tomarem café da manhã juntos, o grupo tem aulas com ela.
Zenita dedicou a vida à função de pedagoga. Quando se aposentou, não quis deixar para trás o dom de ensinar. Por isso, montou um projeto de alfabetização para idosos, na garagem de casa. São 20 anos de encontros, dedicação e aprendizado mútuo.
Essa iniciativa de alfabetização dos idosos foi a partir de um projeto apresentado em um congresso internacional. “A intenção é que houvesse multiplicadores [do projeto]”, explicou a professora. G1



Mato Grosso do Sul, Dourados: Festa do Pé de Soja Solteiro
Um grupo de pelo menos 80 idosos do CCI (Centro de Convivência dos Idosos) Andres Chamorro de Dourados, localizado no Jardim Água Boa, participou no dia 23 da Festa do Pé de Soja Solteiro, que acontece todos os anos em Laguna Carapã, em comemoração ao aniversário da cidade.
A caravana foi uma iniciativa da Prefeitura de Dourados, atendendo a proposta do prefeito Murilo de manter a integração entre os grupos da terceira idade entre as cidades.
A coordenadora do CCI Andes Chamorro, Kelle Leite Laboissier, explica que foram dois ônibus fretados pela Prefeitura levaram os idosos à festa. A caravana de Dourados ainda levou o Grupo Bom de Baile para animar a festa. A secretária municipal de Assistência Social, Ledi Ferla, acompanhou os idosos. “É a segunda vez que os idosos participam da festa em Laguna Carapã e serve como uma integração entre os idosos, lazer e melhoria da autoestima”, diz a secretária. Internet