Brasileira premiada por avanços no estudo do Alzheimer


Mais de 36 milhões pessoas são afetadas pela doença de Alzheimer no mundo e estima-se que, até 2030, outras 66 milhões serão atingidas, de acordo com dados da Federação Internacional da Doença de Alzheimer e Demências Relacionadas. 

Caracterizada como uma patologia neurodegenerativa, a enfermidade acomete principalmente pacientes idosos. A doença tem como principal diagnóstico a avaliação clínica de um médico, associada ao histórico do paciente e descarte de outros males possíveis. “O grande avanço do estudo foi mostrar que esta proteína possui um papel importante tanto no início quanto em fases tardias da doença”, avalia Maíra Bicca, de Santa Catarina, responsável pelo estudo (foto).
Estudada frequentemente em processos inflamatórios e dolorosos, a presença dessa proteína já havia sido apresentada na medula espinhal, mas não na parte cerebral. A descoberta do elemento receptor nessa região do cérebro significou também o seu envolvimento nos processos inflamatórios no encéfalo, que são determinantes para o avanço da doença de Alzheimer e contribuem para morte dos neurônios.

— O grande avanço do estudo foi mostrar que esta proteína possui um papel importante tanto no início quanto em fases tardias da doença — destaca a pesquisadora.

O prêmio
O Prêmio Jovem Talento em Ciências da Vida, patrocinado pela GE Healthcare e produzido pela Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq), tem como objetivo premiar jovens cientistas que estão contribuindo com pesquisas de assuntos de alta relevância para a sociedade.
— Essa premiação é uma oportunidade para os jovens multiplicarem suas experiências e melhorarem seus projetos, contribuindo para suas carreiras. Além disso, esse tipo de Prêmio ajuda a fomentar a pesquisa no País e abre portas para converter esse tipo de aprendizado em impactos diretos para a sociedade — destaca Gyvair Molinari, Diretor da GE Life Sciences.

http://dc.clicrbs.com.br/

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo