Dois dedos de raiz e aparece um programão …

Meus cabelos precisam de retoque de 15 em 15 dias.Acho que já estou na fase “Omo total” com os
cabelos praticamente brancos. Ainda não me decidi em assumir. Meu tom de pele desafina com o visual “branca de neve”.
Estou pensando em trocar a aplicação da tinta sem amônia da l’Oréal ( Inoa ), dar uma radicalizada e colorir com a platino blonde como o Julian Assenge usava (ver post). 
A Inoa é excelente. Os cabelos ficam bem tratados
porque ela tem óleos minerais como base. Só que …   é cara. E só é encontrada em alguns salões.
Bem o problema continua. Vamos solucioná-lo. Há quem use o rímel para disfarçar o cabelo branco quando a cor que você usa é clara e sua raiz é grisalha. 
Se o seu cabelo for comprido, fica combinado que você pode usar um lenço bonito como  faixa que vai esconder a raiz. 
Se o comprimento do  cabelo for um curto para médio, sugiro  a minha solução. Em 30 minutos seu cabelo estará numa tonalidade linda. 

Eu uso nas emergências um tonalizante bem antigo, o Dédicace, também da L’Oréal. Só que é difícil de achar. No Rio, só encontro o número 56, castanho dourado acobreado, na farmácia do Leme.

Bem, a Wella ter uma cartela (acima) de tonalizantes linda. 

Aliás a marca tem muita tradição desde o Wellaton. E o resultado é bastante efetivo. O Colour Touch é o mais vendido.
Vários amigos já sugeriram para eu dar uma de Judy Dench e dar um corte “joãozinho”. Sou radicalmente contra porque o rosto fica en close o tempo todo. Com meus cachos dou uma emoldurada na face que funciona e distraio os olhares para as rugas.
Agora há novidades que vêm de São Paulo que prometem alto rendimento ($$$) mas o resultado é Top 10.


São colorações da Olapex (foto acima) e da Schwarzkoopf com a linha Fibreplex. Clareiam os fios, tratam os fios e a textura do cabelo não é danificada. Preços estimados das novidades : a partir de R$ 500. 


 Thereza Christina Jorge

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo