… e daqui a 20 anos ?

asegundavidadasmulheres_christiane_collange

O  livro “A segunda vida das mulheres” foi a “incubadora” do nosso site.

Ele conta sobre os 40, 30 e 20 anos (dependendo da idade) acrescentados às idosas franceses.

Uma informação preciosa para mim: se a gente planejar algo novo para o presente da Vida, as duas décadas se transformarão em algo totalmente novo.

Trata-se do assunto do Arte de Envelhecer, Envelhecimento Ativo.

Pesquisa Feedback

A segunda vida das mulheres

Livro por Christiane Collange e REGINA CAMPOS

‘A segunda vida das mulheres’, escrito a partir de entrevistas que Christiane Collange fez com 100 mulheres da classe média francesa, revela que as mulheres acima de 50 anos são muito mais ativas e corajosas do que se supõe. …Google Books

Data da primeira publicação: 2005

AutoresChristiane CollangeREGINA CAMPOS

Pesquisas relacionadasIch bin doch kein Kind mehr …: was erwachsene Kinder sich nicht zu sagen trauen – was Eltern nicht hören wollenmais

Thereza Christina Jorge, editora

 

 

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo