Eles Envelhecem Bem _ Concha Zaera, artista gráfica, 87

Eles Envelhecem Bem _ Concha Zaera, artista gráfica, 87

abril 24, 2018 0 Por Thereza Christina Pereira Jorge

Hoje em dia, a idade não parece mais ser um empecilho para que senhores e senhoras da terceira idade. E, enquanto alguns iniciam aulas de dança, procuram se exercitar de alguma forma nas horas vagas, ou até mesmo iniciam algum curso e investem em criações artesanais, Concha Garcia Zaera, por sua vez, prefere sentar-se à frente de um computador para exercer um passatempo um tanto quanto incomum entre as pessoas de sua faixa etária: a senhora de 87 anos gosta de desenhar usando o  Microsoft Paint.  Ela é de Valencia, Espanha. 

O Paint é um programa de desenho e edição de fotografias da Microsoft. 

Zaera descobriu o programa depois que seus filhos lhe deram um computador e, desde então, ela o tem usado para reproduzir a mais pura arte de maneira não-convencional. De acordo com a senhora em entrevista ao El Mundo, jornal espanhol online, o hobby surgiu quando o marido dela ficou doente, e, como ela tinha que cuidar dele e não podia sair de casa com muita frequência, começou “a pintar pequenas coisas: primeiro uma casa, no dia seguinte adicionava uma montanha… dando um passo de cada vez, adicionava detalhes e, no final, o resultado foi uma coisa muito bonita”, conforme ela mesma explicou.

Embora ela alegue que não possui imaginação (!), Zaera comenta que recebe inspiração dos cartões postais que seu marido costumava lhe enviar. Às vezes, ela ainda encontra desenhos que gosta e decide expressar isso através de desenhos, levando cerca de duas semanas para terminar alguma parte, concentrando-se intensamente nos detalhes.

As obras, que eram geralmente publicadas no Facebook, passaram a ser postadas no Instagram, depois que uma das netas de Zaera sugeriu que ela utilizasse o aplicativo. A mudança foi muito bem-vinda e levou a humilde artista a conquistar milhares de seguidores. “Eu não entendo muito bem porque meus desenhos atraem tanta atenção”, ela diz, referindo-se às suas criações como “coisas muito simples”.

Canaltech