Em busca dos paraísos perdidos


Quando a gente achava que não existia mais locais desconhecidos depois do Google, a Business Insider publicou uma seleção espetacular. 

Escolhemos alguns dos pequenos povoados que eles publicaram. Xijang Miao é um deles e está na abertura da postagem. Vale lembrar que o parâmetro para a seleção dos locais foi o da população não ser maior que 3 mil habitantes.

São povoados pequenos fora do trajeto turístico comum, mas possuem atrações históricas, tranquilidade e paisagens impressionantes.

Xijang Miao
A paisagem é de um vale exuberante, cercado por montanhas e terraços sobrepostos.  
A arquitetura tradicional chinesa colabora para um cenário bucólico que agrada os olhos. Xijang Miao é a maior das cidades da região de Miao, portanto serve como sede de seus festivais e celebrações.
Entre eles, está o Lusheng, festival no qual músicas e danças mostram a tradição local.






Reine
Localizada no arquipélago de Lofoten, na Noruega, Reine é um vilarejo pesqueiro. Sua população não passa das 330 pessoas!
O lugar para ficar é Rorbuer – nome dado às cabanas históricas e pitorescas usadas originalmente por pescadores. Mas não se preocupe: elas foram renovadas para estadia dos turistas.
Entre as atividades, o viajante pode fazer escalada, andar de caiaque, visitar belas praias e observar a aurora boreal.



Caihongjuan
É mais fácil reconhecê-la por seu nome popular: Rainbow Village, ou Povoado do Arco-íris.
Ela é composta por várias casinhas pintadas do chão ao telhado. Não à toa: há uma história por trás dos desenhos.
Todos eles foram feitos por Huang Yung-Fu, conhecido por “Avó Arco-íris” – ele os pintou quando as casinhas estavam sob a ameaça de serem demolidas.
Hoje, elas são atração turística ideal para sessões de fotos. Passe lá quando for a Taiwan!



Monsanto
No pico de uma montanha portuguesa, Monsanto é conhecida pela arquitetura que divide espaço com pedregulhos gigantescos.
Andando por suas pequenas ruas você encontrará casas com pedras saindo de seus telhados ou até mesmo no lugar das portas.



Gásadalur
Até 2004 era muito difícil chegar a esse povoado. Destino único, foi preciso a criação de um túnel  para que turistas aventureiros pudessem acessar a pequena Gásadalur e sua paisagem inesquecível. Ela fica na ponta de um grande penhasco perto do oceano, nas Ilhas Feroe, Dinamarca.



Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo