Família envelhece Unida

Mãe de nove filhos, a pensionista Irene da Costa Silva, 82, há 20 anos frequenta o Parque Municipal do Idoso e nunca passou um único dia sem o acompanhamento da família nas atividades físicas. Às vezes chega até ir sozinha para o parque, mas acaba surpreendida com a presença de filhos, netos ou bisnetos.
Ontem não foi diferente, Irene saiu cedo de casa para participar da caminha do Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, promovido pela Fundação Doutor Thomas, para alertar a sociedade sobre o alto número de registros de violência na capital.
A caminhada teve a participação de 500 pessoas, que saíram da sede da Fundação e seguiram até o parque do Idoso. Após a caminhada, Irene foi surpreendida com a presença da filha Ilenilda da Costa Silva, 50, que foi receber a mãe na companhia da filha, Lícia Zaranza, 27, e a bisneta de um ano e meio. “Sempre acompanhamos a mamãe nas atividades. Acreditamos que esta seja uma forma de incentivá-la”, comentou Ilenilda.
A neta da pensionista contou que a avó desde que começou a participar das atividades no parque tem rejuvenescido. “Vovó tem a saúde melhor até que dos próprios filhos. Tenho um tio, que ele tem vários problemas do saúde como: diabetes, pressão alta e outras complicações. Agora a vovó, graças ao incentivo que realizamos e com a força de vontade de vir participar das atividades ela não tem nada de doença que possa ser preocupante”, contou.
Conforme a neta de Irene, todos os dias sempre tem um dos filhos ou netos de Irene que vão ao parque acompalhá-la nas atividades. Para a família essa é uma maneira de incentivar a pensionista a manter a participação nas atividades do parque. “Se todos os idosos tivessem esse incentivo como realizamos com a vovó, muitos teriam uma velhice mais tranquila. Porém é como as famílias deveriam reagir. Tudo bem que nem sempre existe famílias que tem essa disponibilidade de acompanhar os idosos, mas é preciso entender dos direitos que eles tem e incentivá-los a realmente participar das atividades, investir a aposentaria ou a pensão no bem estar deles”, detalhou Lícia.
Compacto de A Crítica

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo