Galã Paulo Castelli agora é cuidador




Paulo Castelli, 59 anos, galã da TV Globo na década de 1980, abandonou a vida artística para cuidar de idosos em um hotel de Alphaville, na Grande São Paulo.

Durante participação no Vídeo Show desta quarta-feira, 22, o ex-ator mostrou sua rotina junto aos idosos e relembrou com nostalgia o período de glória na TV. 
Ele fez novelas como Voltei Pra Você, Roda de Fogo, Tititi, Bambolê e outras.
“As pessoas perguntam por que eu dei essa sumida. Mas estou aqui em São Paulo cuidando da família, de três filhas. Tenho saudade. Lembro com muito carinho da época em que trabalhava na TV. Toda vez que vejo uma matéria que mostra um dos meus personagens, vêm aquelas lembranças e me toca muito. 

Toda a relação com o público dá saudade”, disse Castelli para Rafael Cortez durante o vespertino.

O ex-ator disse ser pouco reconhecido nas ruas hoje em dia. “Mas na época era um pouco pesado, sem individualidade”, explicou.


Com bom humor, Paulo falou sobre a parceria que fez com Miriam Rios em um folhetim — e como lidou com o ciúmes de Roberto Carlos, ex-namorado da atriz. “Às vezes tínhamos que dar um beijo técnico. Mas não tinha nada. Era tudo técnico”, contou.

Conteúdo UOL

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo