Há vagas no “turismo de sofá”

iriss-rosehill-cottage-in-the-holiday

Quem já assistiu à comédia romântica “The Holiday”, que por aqui chegou com o nome de “O Amor Não Tira Férias”, já tem ideia de como é querer visitar outro país e não precisar se hospedar em um hotel para isso.

ffc2f8cc682aabd09a37533541626173

 

Protagonizado pelas atrizes Kate Winslet e Cameron Diaz, o filme conta a história de duas mulheres que resolvem procurar na internet um destino distante para que possam fugir das respectivas decepções amorosas e trocam de casa durante um período.
Se esta lhe pareceu uma possibilidade, a boa notícia é que existem sites especializados em organizar as informações daqueles que estão dispostos a encarar a novidade. O sucesso foi tanto que o maior deles, o “HomeExchange”, que existe há 20 anos, ganhou uma versão latina chamada de “TrocaCasa”.
Segundo António Batista, representante do site para os países latinos, apenas no Brasil existem 370 membros cadastrados no portal e eles já fizeram mais de 500 trocas de casas dentro e fora do país. “Os destinos mais procurados são o Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Salvador”.
E Batista garante que o serviço funciona de maneira simples. As imagens e informações sobre o imóvel ficam disponíveis no site com a localização exata da casa, especificações de capacidade de hospedagem e outros dados relevantes. Uma vez que os cadastrados entram em acordo sobre a troca de casas, a hospedagem ocorre na base da confiança.
Em alguns casos, além da casa, os veículos das famílias podem ser envolvidos na troca, o que pode ajudar ainda mais quem deseja conhecer lugares mais distantes. De acordo com Batista, em média, 250 mil trocas de casas são feitas anualmente somente pelo portal (incluindo membros de outros países) e a tendência é ampliar a iniciativa.

Não tem casa? Durma no sofá

Se você ainda não tem uma casa para chamar de sua e fazer dela o que bem quiser, não desanime. É cada vez mais possível garantir, pela internet, uma estadia gratuita em um sofá em qualquer canto do mundo. A modalidade é conhecida como couch surfing (literalmente surfe de sofá), nome da maior rede social para combinar estadias do gênero.
Foi assim que a dentista Camila Stefanini, 27 anos, visitou as cidades de Barcelona, Madri, Granada e Sevilha, na Espanha, em maio de 2012. “Conheci algumas pessoas que tinham viajado neste esquema e me disseram que era seguro. Como eu tinha um orçamento baixo, comecei a procurar. Uma das vantagens é conhecer mais da cultura e visitar lugares que não são tão turísticos”.
Mas, segundo Camila, levar dinheiro extra é aconselhável. “Em Madri, quem me abrigaria furou e tive que procurar outra opção”

Do Metro Online

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo