Lasanha no microondas “salva” seu finde

Lasanha no microondas, by Adria, serve 6 pessoas em 20 minutos



Ingredientes:
Molho
4 embalagens de molho branco pronto (800 ml)
1 ½ xícara (chá) de leite (300 ml)
Lasanha
1 embalagem de Lasanha Adria (200 g)
1 xícara (chá) de ervilhas (120 g)
350 g de presunto fatiado
350 g de muçarela fatiada
3 colheres (sopa) de queijo parmesão, ralado fino
Modo de Preparo:
Molho
Passo 1: Em um refratário grande e alto, coloque o molho, misture o leite e leve ao micro-ondas, potência alta, por 3 minutos para aquecer bem. Reserve.
Lasanha
Passo 2: Em um refratário quadrado (24 cm x 24 cm x 6 cm de altura) espalhe um pouco do molho. Acomode uma camada de massa, um pouco de molho por cima, um pouco de ervilha, fatias de presunto e muçarela. Cubra com mais molho e repita o processo com o restante da massa e recheio, sendo a última camada de molho.
Passo 3: Polvilhe o parmesão, cubra com papel-manteiga e leve ao micro-ondas, potência alta, por 5 minutos. Deixe descansar por mais 5 minutos dentro do micro-ondas e sirva em seguida.
Dica: para a montagem, o molho deve estar bem quente. Caso perceba que durante o processo ele esfriou, aqueça-o novamente antes de continuar a montar a lasanha.
Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 20 minutos

Adria

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo