Nós, os “facebookianos”



Um levantamento nacional inédito realizado pela Ipsos em parceria com o Facebook ouviu mais de oito mil pessoas acima de 60 anos cadastradas na rede social e mostra que os idosos estão conectados e usam a internet muito mais do que se imagina.

O estudo identificou três grupos principais entre o escopo de pessoas maiores de 60 anos. Os elegantes, caracterizados como sendo maioria da classe AB, são casados, ainda trabalham e gostam de tecnologia. Eles representam 36% do total de pesquisados e a internet é sua primeira fonte de pesquisas.

O segundo grupo, batizado de housewives, representa 22% do total e é composto pela maioria de mulheres das classes C, D e E. Sendo que uma parcela relevante é religiosa -na maioria, católicos e evangélicos. Eles utilizam mídias tradicionais como TV aberta, revista e jornal como fonte inicial.

O terceiro grupo, identificado como tradicionais, é composto em grande parte (42%) por clientes preocupados com questões familiares. São planejados e usam a internet para pesquisar preços. Utilizam as redes sociais, mas têm medo de se expor na internet.

De acordo com Diego Oliveira, da Ipsos Connect, em comum, todos os integrantes dos três grupos são aposentados, gostam de jardinagem, se preocupam com saúde e consumo consciente. “Identificamos que, em sua maioria, essas pessoas usam a internet diariamente e só não o fazem mais porque consideram que existem muitas barreiras”, diz Oliveira.

Segundo o pesquisador, a maioria dos entrevistados utiliza o Facebook como principal rede social. “Eles, em sua maioria, se chamaram de facebookianos e utilizam a rede para contatar amigos e se informarem de coisas relevantes, não apenas fofocas e futilidades”, observa. 

Pelo Celular

O uso do telefone celular para acessar a internet ultrapassou o do computador pela primeira vez no Brasil. É o que aponta o Suplemento de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014 divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

O celular para navegar na rede era usado em 80,4% das casas com acesso à internet, já o computador para esse fim estava em 76,6% desses domicílios e teve queda na comparação com 2013 (88,4%). A maior proporção desse uso foi registrada no Nordeste, com 92,5% dos domicílios com o celular como meio de acesso à internet.

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo