Quem bebe Grapette, repete


Seu slogan ficou famoso: “Quem bebe Grapette repete”. O clássico refrigerante sabor uva, popular nos anos 60 e 70, nunca deixou de ser produzido, mas era encontrado em poucos lugares do país a partir dos anos 80. Agora está envolvido em novos projetos e quer aproveitar o saudosismo para crescer.
Até o final do primeiro semestre deste ano, a LovBev prevê lançar o Grapette em lata, uma aposta para entrar em áreas mais nobres, como a zona sul da cidade. “Hoje, estamos presentes em 40 mil pontos de venda em todo o Estado. Queremos ampliar esses números em pelo menos 50%”, declara Cláudio Rodrigues Filho, CEO da gestora da marca.



A LovBev é a administradora da marca no Estado do Rio de Janeiro desde o ano passado. Nesse período, o Grapette recebeu R$ 1 milhão em investimentos, que incluíram modernização das embalagens e desenvolvimento de uma nova identidade visual.
“Mantivemos o mesmo logotipo e formato retorcido da garrafa, pois queremos aproveitar a nostalgia que o produto causa nas pessoas”, diz Cláudio Rodrigues Filho. 
Por enquanto, as mudanças, incluindo a embalagem, valem só para o Rio de Janeiro, mas há possibilidade de chegar ao restante do país, declara Rodrigues.

A bebida americana veio ao Brasil na década de 1940, trazida pela Companhia de Refrigerantes Guanabara, e hoje é fabricada pela Grapette do Brasil. A LovBev é responsável pela gestão da marca no Rio.

Conteúdo UOL

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo