Terapia com vírus rejuvenesceu 20 anos






Você já ouviu falar de uma empresa chamada BioViva? Não está sozinho: ninguém conhecia até sua “CEO”, Elizabeth Parrish, ter afirmado que se tornou a primeira pessoa do mundo a conseguir reverter sua idade com terapia genética. Segundo Parrish, o tratamento ocorreu em setembro passado, quando ela voou para a Colômbia para que um médico – cuja identidade não foi revelada – administrasse um tratamento com vírus, que, diz ela, estendeu sua vida em 20 anos.

Trata-se de uma injeção de vírus capazes de recuperar os telômeros. Estes são as pontas dos cromossomos, um pedaço de DNA que serve para proteger o resto e acaba se gastando cada vez que as células se reproduzem. Telômeros curtos são tanto um sinal de idade quanto uma possível causa do envelhecimento, pois a perda dessa proteção compromete a integridade do material genético – levando à progressiva decadência biológica que chamamos de velhice.

Parrish, que tem 44 anos, afirmou que testes clínicos antes do procedimento indicavam que ela tinha telômeros particularmente curtos, isto é, envelhecimento precoce, e testes posteriores mostram um substancial aumento dessas estruturas. Seu score de telômeros, a medida dada pelos laboratórios baseada no comprimento, saltou de 6,71 para 7,33 – score próximo ao de alguém na passagem dos 20 para 30 anos.
O MIT Technology Review estudou o caso e está com aquele pé atrás. “O experimento parece destinado a ser lembrado como um novo fundo do poço em charlatanismo médico, ou talvez, o improvável começo de uma era em que pessoas recebem modificações genéticas não apenas para tratar doenças, mas pare reverter o envelhecimento”, afirma o parecer. Mas também procuraram por um dos especialistas listados no site da BioViva, George Church, da Universidade de Harvard. Ele disse que discorda de toda a ética do procedimento, mas que acha que o resultado aconteceu: “Eu acho que é real. Há indícios que pode ser feito. Companhias agindo secretamente podem conseguir qualquer coisa”.
Se Parrish é picareta, visionária ou só maluca, deve se saber em breve. O caso passará por pesado escrutínio da comunidade científica, que com certeza está tão intrigada quanto qualquer um de nós. Se ela não estiver mentindo, os efeitos colaterais e benéficos devem ser visíveis nela.

Compacto da superInteressante Online


Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo