Uber ou carro próprio ?


Essa é uma dúvida que tem incomodado, cada vez mais, grande número de pessoas, principalmente nas grandes cidades. Congestionamentos, dificuldades para estacionar e outros inconvenientes têm levado muitas pessoas a pensarem em deixar o carro em casa e chamar um táxi. Vale a pena? 
Recentemente, o jornal Valor Econômico publicou um interessante artigo comparando diversas opções de locomoção com o carro próprio. Veja a seguir.



A figura acima mostra o resumo dos cálculos feitos pelo autor, Prof. Samy Dana da FGV-SP. Antes de interpretarmos os resultados, temos que ter em mente que o autor considerou as alternativas para uma pessoa se locomover para o trabalho, em duas distâncias: 20 km por dia ou 40 km por dia. Foram consideradas 40 viagens por mês: 20 de ida e 20 de volta.  O autor também considera, no cálculo do custo do carro próprio, a perda de rentabilidade do dinheiro aplicado (muitas pessoas se esquecem disso). No caso foi considerada a taxa de rentabilidade de 0,8% ao mês, ou seja, aproximadamente 10% ao ano.

Pode-se ver na figura que o carro próprio (custo anual de R$ 19.100,00) somente perde para o Uber X (custo anual de R$ 16.656,00), em percursos de 20 km. Em todos os demais casos, assumindo as considerações do autor, o carro próprio é mais vantajoso. Para o percurso de 40 km, o carro próprio leva vantagem sobre todas as opções.
(*) Zazcar: locação de carro por hora ou por dia

Compacto de artigo do professor e economista Eduardo Leopoldino de Andrade “Quanto custa seu carro por mês, você sabe?” em seu site.

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo