Wanderléa, 70, sem perder a ternura




A cantora mineira Wanderléa completará 70 anos em junho e comemora hoje com duas apresentações no Imperator, no Méier, Zona Norte do Rio. Da sua experiência ela sintetiza: viver é um ato de coragem.
“Por dentro, a gente sempre melhora. Por fora, é inevitável a ação do tempo. Mas me sinto muito bem com meus 70 anos. Gosto das minhas ruguinhas. Não quero ficar uma senhora plastificada. Claro que gostaria de estar fazendo 20 anos. Quando era nova, achava que com 70 estaria em casa fazendo tricô. Hoje, estou no palco com minhas botas de alto.
 “Tenho convite para fazer um filme, mas estou segurando para depois do lançamento da minha biografia. Há mais de 15 anos eu escrevo como forma de terapia.
Não tinha tempo para destilar as minhas experiências de vida. Escrevi capítulos sobre a vinda da minha família de Minas para o Rio, minha infância, a morte prematura e trágica da minha irmã, vítima de bala perdida, a perda do meu primeiro filho. Leonardo morreu afogado, aos 2 anos.” Na foto abaixo, com as duas filhas Yasmin e Jadde.


Estou finalizando um disco com canções da Sueli Costa, que considero como a maior compositora brasileira. Há também um musical sobre a Jovem Guarda, mas ainda estou pensando porque me tomaria tempo. A ideia é que eu faça uma participação”.
Com informações da Internet

Thereza Christina Pereira Jorge

Iniciamos com Viva com Beleza Envelhecimento Ativo há 10 anos. E estamos aprendendo a Arte de Envelhecer, e que Arte difícil! O site trata da descoberta do meu Envelhecimento Ativo. Consultoria em Envelhecimento Ativo [email protected] Meu nome é Thereza Christina Pereira Jorge, sou carioca, mãe de dois filhos, jornalista. Estudo há sete anos e Envelhecimento Ativo e escrevo sobre isso. Primeiro no blogue Viva com Beleza e agora no site Arte de Envelhecer. Fui repórter-editora nos jornais O Globo e sucursal Rio de O Estado de São Paulo. Trabalhei nas revistas femininas da Editora Bloch e na revista Isto É, também na sucursal. Sou formada em Ciências Sociais pela UFRJ. O site _ https://www.artedeenvelhecer.com.br _ é muito autobiográfico porque estou descobrindo e praticando o que a OMS definiu como Envelhecimento Ativo. Amo a vida e o viver. Tenho apreciado (às vezes) o meu envelhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo